CONTECSI - International Conference on Information Systems and Technology Management - ISSN 2448-1041, 5º CONTECSI - International Conference on Information Systems and Technology Management

Tamanho da fonte: 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SUBSTITUINDO O RISCO DO “FATOR HUMANO” NO BALANCEAMENTO DE CARGAS AÉREAS
Antonio Teodoro Ribeiro Guimarães, Silvio Aparecido dos Santos, Hideo Hori

Última alteração: 2014-11-18

Resumo


O espaço físico dos porões das aeronaves é dividido em posições, padronizadas e claramente demarcadas, que serão ocupadas pelos pallets, também padronizados, em razão do balanceamento entre o peso de cada um deles e a posição que ocuparão no avião, de modo a manter limites seguros entre o centro de pressão e o centro de gravidade da aeronave. Após o balanceamento, cujo cálculo é feito por meio de computadores, se procede ao carregamento ou descarregamento das aeronaves. Existe aí um ponto de ruptura entre a tecnologia de informação, que calcula o balanceamento ideal da distribuição da carga dentro das aeronaves, e a operação do carregamento ou descarregamento em si, que é feita manualmente. A entrada no processo do que poderia ser chamado de “fator humano” pode significar falhas inaceitáveis para a segurança dos vôos. Muitas empresas aéreas, para limitar o dano causado, estão destacando um funcionário treinado, chamado de load master,que acompanha o avião desde seu ponto de origem até o ponto de destino, para coordenar todo processo de carregamento e descarregamento da mesma. O artigo sugere, ao final, o uso de sistemas eletrônicos e tecnologia de informação para garantir zero erro nessas operações.

Palavras-chave


Tecnologia da Informação; Fator Humano; Cargas aéreas; erro